“Ás vezes o destino parece cruel. Te separa da pessoa que você pensa ser tudo na sua vida. Mas apesar de cruel, duvidoso e infeliz, ás vezes, o destino não erra. Uma história pra ser quase perfeita precisa ter curvas. E o relógio não pode soar sempre á meia-noite.”

A culpa é sua. Sim, sua. De sempre me fazer voltar atrás. De eu nunca ter cumprido aquela velha promessa “não vou mais me apaixonar”. Mas a culpa também é minha. Por sempre atender ao teu sorriso. Por sempre estar disponível. Ou será que o culpado é esse meu coração? Esse bobo e frágil coração. Que sempre esta carente, sempre precisando de cuidados. Queria apenas saber de quem é a culpa, se é que existe um culpado.
Querido John  (via autografia)

(via autografia)

“Sei lá, eu tô estranha. Desanimada, irritada, com medo, ausente, confusa. Não sei mais o que está acontecendo, porque estou assim, só quero que passe. E rápido”

Mas meu anjo, veja bem: Não adianta procurar amor, onde não tem.

“Eu sou engraçado, mando a pessoa sumir querendo que ela fique.”

“Nem faço muita questão que as pessoas me conheçam a fundo. Tem gente que não merece o nosso coração aberto. Certas pessoas não precisam conhecer nossa alma. Porque elas nem vão saber o que fazer com tanta informação. Tem gente ruim no mundo, já me convenci disso. Espero que você entenda isso também. E que não sofra tanto ao constatar que nem todo mundo quer o seu bem. Algumas pessoas sentem prazer em perturbar os outros. O que ganham em troca? Não sei. E nem quero descobrir.”

(via returneed)





1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 »